Pular para o conteúdo principal

Lutadores do UFC fazem mutirão e realizam sonhos antes do dia das crianças

Minotauro, Minotouro, Erick Silva, Alan Nuguette, Vitor Miranda e Warlley Alves distribuíram brinquedos e alimentos em comunidades carentes


O dia das crianças no Brasil é comemorado apenas na segunda-feira (12), mas vários aspirantes a atletas tiveram uma excelente surpresa no sábado (10). Embaixador do UFC no Brasil, Rodrigo Minotauro reuniu Rogério Minotouro, Erick Silva, Warlley Alves, Alan Nuguette e Vitor Miranda para distribuir brinquedos e alimentos para a criançada em dois projetos sociais no Rio de Janeiro.

Assine o Canal Combate | Igressos à venda para o UFC SP

O primeiro local visitado foi o Faixa-Preta de Jesus, em Nova Iguaçu. O projeto conta com 400 alunos treinando MMA todos os dias e sobrevive com ajuda de lutadores e doações de curiosos. Neste sábado, cerca de 150 crianças estavam ansiosos esperando as estrelas do UFC.

“Comecei a treinar em uma associação de moradores, essas ações são essenciais para o esporte. E é um incentivo para mim também, porque vejo que sou exemplo para a criançada”, disse Warlley Alves, vencedor do TUF Brasil 3, enquanto fingia um sparing com alguns alunos.

Depois de um rápido treino, Minotouro pegou o microfone e fez um discurso para incentivar os garotos. “Não parem de treinar, continuem forte nos estudos e escutem seus pais e mestres”, disse ele, para depois começar a entregar cerca de 200 bonecos oficiais dos lutadores brasileiros do UFC.

Parecia que as crianças estavam ganhando um cinturão de campeão do UFC. A longa fila era composta por aspirantes a lutadores entre 6 e 15 anos. “Foi o melhor presente que eu já ganhei, vou continuar treinando para ser como eles”, repetia um garoto com o boneco de Junior Cigano nas mãos.

Antes de ir embora, Alan Nuguette, que cresceu como criança de rua e assume que as Artes Marciais Mistas mudaram sua vida, fez questão de jogar capoeira com seus fãs. “Misericórdia é se colocar no lugar do outro, é isso que estamos fazendo hoje. Essa sensação não tem preço”, disse ele, lembrando que as crianças estão na sua frente. “Não tive um projeto desse para me tornar lutador e nenhum atleta como o Minotauro me incentivando”.

O segundo projeto social visita foi na comunidade da Mangueira. A trupe do UFC chegou ao local por volta das 17 horas. Antes de estacionar as crianças já cercaram os carros e começaram a gritar: “Uh, é Minotauro! Ah, é Minotouro”. O sol já tinha ido embora quando acabaram os últimos brinquedos e bonecos dos lutadores do UFC.

Extasiadas de felicidade, as crianças faziam pose de luta, pediam foto com os ídolos e até pediam para treinar com eles.

“É muito importante essa ação, ainda porque já estive no lugar deles. Chega a ser engraçado, muitos perguntam até o que precisam comer para ser campeão. Eu sempre digo que a primeira coisa é focar, treinar e ouvir seus treinadores”, disse Erick Silva, que se recupera de uma cirurgia no cotovelo, mas fez questão de participar.

Para finalizar o dia, Minotauro fez questão de ressaltar que o UFC está engajado com as causas sociais e que o esporte pode salvar a vida de muitas crianças. “Tudo isso que estamos fazendo é muito importante para o crescimento do esporte.
Veja mais fotos da ação dos lutadores:




Visite a UFC Store

Baixe o aplicativo do UFC