Pular para o conteúdo principal
Atletas

Os melhores de 2019: Destaques Brasileiros

Relembre os atletas que mais se destacaram no Octógono neste ano

É verdade que o Brasil encerra sua participação no UFC em 2019 com o mesmo número de cinturões de 2018 - os títulos do peso-galo e do peso-pena feminino, ambos com Amanda Nunes. Isso não significa, no entanto, que não houve grandes destaques do país no Octógono ao longo da última temporada e que chegam a 2020 embalados.

Os Melhores de 2019: Israel Adesanya | Henry Cejudo | Amanda Nunes | Jorge Masvidal | Alex Volkanovski | Kamaru Usman | Valentina Shevchenko | Weili Zhang | Jairzinho Rozenstruik

Um dos principais exemplos é o paulista Charles do Bronx, que após pulverizar o recorde de finalizações do Ultimate em 2018 com suas três vitórias, replicou o feito este ano superando David Teymur (finalização), Nik Lentz (nocaute técnico) e Jared Gordon (nocaute) e embolsando dois prêmios de Performance da Noite no processo.

Veja as maiores vitórias de Charles do Bronx

O maior finalizador da história do Ultimate, Charles do Bronx volta ao Octógono neste sábado (16) para enfrentar Jared Gordon no UFC São Paulo. Antes disso, relembre algumas de suas melhores vitórias.


Outro nome que brilhou em 2019 foi o do carioca Gilbert “Durinho” Burns, que em um intervalo de apenas cinco meses subiu três vezes ao Octógono e teve o braço erguido em três ocasiões: finalizou Mike Davis no peso-leve e migrou para o meio-médio para vencer Alexey Kunchenko e Gunnar Nelson por decisão unânime, ficando de quebra com a 12ª colocação no ranking dos 77 Kg.

Melhores Momentos de Durinho x Nelson

Veja como foi a vitória do brasileiro Gilbert Durinho sobre Gunnar Nelson no card principal do UFC Copenhagen, realizado no último sábado (28)


Três vitórias em três lutas também foi a marca conquistada por Glover Teixeira neste ano em que o mineiro voltou a mostrar sua qualidade na luta agarrada para finalizar Karl Roberson em janeiro e Ion Cutelaba em abril, antes de superar Nikita Krylov por decisão dos jurados em setembro.

Veja a entrevista de Glover Teixeira após vencer Krylov

E não foram só os homens que se destacaram em 2019; as meninas brasileiras também construíram ótimas campanhas como a de Marina Rodriguez, que deu um salto no ranking peso-palha com as vitórias sobre Jessica Aguilar e Tecia Torres, e o empate com Cynthia Calvillo, ou como a da estreante Amanda Ribas, que subiu duas vezes ao Octógono este ano e saiu com dois triunfos sobre Emily Whitmire e Mackenzie Dern

Poderíamos citar ainda nomes como o de Paulo Borrachinha, que assumiu a liderança do ranking peso-médio ao vencer Yoel Romero em sua única apresentação no ano, ou Thiago Marreta, que apesar da derrota, saiu com a moral elevada da disputa pelo cinturão dos meio-pesados com Jon Jones, na primeira luta na carreira de “Bones” que terminou por decisão dividida.

Veja como foi a vitória de Borrachinha no UFC 241

Mas o ponto está provado: os brasileiros também brilharam em 2019 e, entre veteranos, jovens em ascensão e futuros estreantes, podemos esperar grandes lutas e resultados dos atletas do país no próximo ano.

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube