Pular para o conteúdo principal

UFC 230: motivos para ver

Evento acontece neste sábado (3), no Madison Square Garden

Já é tradição ter um evento do UFC no Madison Square Garden e, no card deste ano, os fãs podem esperar muita ação! 

Mas para garantir o seu interesse, listamos alguns motivos que fazem do card do UFC 230, que acontece neste sábado (3), um evento imperdível. Confira! 


Cormier, o peso-pesado

Apesar de ter começado a sua carreira no MMA - e no UFC - como peso-pesado, Daniel Cormier realmente se consagrou como meio-pesado. Campeão na categoria até 93 kg, o norte-americano só foi derrotado por Jon Jones em sua trajetória e se tornou apenas o segundo homem a ter cinturões em duas divisões simultaneamente. 

Agora, em sua categoria de origem, DC fará a primeira tentativa de defesa de cinturão. O adversário é Derrick Lewis, atual número 2 do ranking. O ponto interessante é a diferença de tamanho entre os lutadores. Enquanto Cormier tem 1,80m de altura e 1,82m de envergadura, tendo pesado 111 kg na última luta, Lewis tem 1,90m de altura e 2m de envergadura, pesando 120,4 kg. 

Com uma performance arrasadora para conquistar o título, será que Cormier manterá o bom desempenho contra um dos maiores atletas da divisão? 

Jacaré x Weidman - finalmente! 

Já faz alguns anos que os fãs de MMA aguardam por uma luta entre Ronaldo Jacaré e Chris Weidman, e ela finalmente acontecerá. Dois nomes sempre presentes no topo da divisão dos médios, os atletas se encontram no Octógono em fases distintas. 

Número 3 da categoria, Weidman vem de uma vitória sobre Kelvin Gastelum em julho de 2017 precedida por três derrotas - inclusive o nocaute técnico contra Luke Rockhold, que lhe custou o cinturão. 

Jacaré, por outro lado, venceu duas das quatro lutas que fez, recuperando-se de uma lesão no meio do caminho. O brasileiro é atualmente o número 5 da categoria, e ainda corre atrás da sonhada disputa de título no UFC. 

Mais um desafio para Adesanya 

Israel Adesanya faz parte de uma nova geração de atletas que tem dado o que falar no UFC. Com três vitórias em três aparições no Octógono, o nigeriano terá seu teste mais difícil até agora, contra o veterano Derek Brunson

Aos 34 anos de idade, com experiência na organização e um set de habilidades bons para testar o prospecto, Brunson venceu duas de suas últimas três lutas. Será que o norte-americano vai frear a subida do "Stylebender"?  

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube