Pular para o conteúdo principal
Eventos

UFC 247: Motivos para ver

Saiba por que você não deve perder o evento deste sábado (8) em Houston, nos Estados Unidos

As primeiras disputas de cinturão de 2020 no Octógono acontecem no próximo sábado (8), no UFC 247 em Houston, nos Estados Unidos. Confira abaixo os principais motivos para você não deixar de assistir ao evento.

Jones busca a 11ª defesa de título

Amplamente considerado um dos, senão o maior artista marcial misto de todos os tempos, Jon Jones retorna à ação neste final de semana para colocar o cinturão dos meio-pesados em disputa pela 11ª vez no confronto com o invicto Dominick Reyes na atração principal da noite. Esta será a 3ª tentativa de defesa de título no 2º reinado de Jones, que teve início em dezembro de 2018; entre 2011 e 2015, “Bones” derrotou nada menos que oito desafiantes.

Soberano na categoria até 93 Kg, o atleta da Jackson-Wink MMA parece ter reencontrado a estabilidade na carreira após os problemas pessoais que o afetaram entre 2016 e 2017. No último ano, ele fez duas lutas e conquistou duas vitórias, passando por Anthony Smith e Thiago Marreta, ambos na decisão dos jurados.

Para se manter no topo da divisão, Jones terá agora que se tornar o 1º lutador a vencer Reyes, de 30 anos, que tem 12 triunfos no cartel, sendo seis destes pelo UFC. Entre suas vítimas mais notáveis estão os ranqueados Volkan Oezdemir e Ovince Saint Preux e o ex-campeão dos médios, Chris Weidman.

Shevchenko tenta manter soberania no peso-mosca

Em fevereiro de 2018, portanto há dois anos, Valentina Shevchenko fazia sua 1ª luta como peso-mosca no Ultimate. Hoje, a lutadora do Quirguistão já é vista como imbatível na divisão até 57 Kg. Para conquistar esse status, foram precisos apenas mais três combates - a conquista do título contra Joanna Jedrzejczyk e duas defesas contra Jessica Eye e Liz Carmouche.

Brasil

As duas últimas, curiosamente, foram as únicas atletas a vencerem a próxima desafiante ao cinturão, Katlyn Chookagian, na carreira. Mas não se deve levar a norte-americana, especialista em karatê e faixa-marrom de jiu-jítsu de Renzo Gracie, por vencido; ela tem cinco triunfos em suas últimas seis lutas, e chegou ao 1º lugar no ranking da categoria com duas vitórias em 2019 sobre Joanne Calderwood e Jennifer Maia.

Um novo destaque entre os pesos-pesados?

Outro aguardado duelo do card principal do UFC 247 é o que marcará a estreia do ex-Top 10 dos meio-pesados, Ilir Latifi, entre os pesos-pesados, em um duro compromisso contra o atual 6º colocado da divisão, Derrick Lewis.

O sueco optou pela mudança de ares após acumular reveses seguidos para Volkan Oezdemir e Corey Anderson na categoria de baixo; Lewis, que desafiou Daniel Cormier pelo cinturão dos pesados ao final de 2018, somou uma vitória (Blagoy Ivanov) e uma derrota (Junior Cigano) no Octógono em 2019.

Presença brasileira no card

O UFC 247 terá um atleta brasileiro em ação: o peso-médio Antonio Arroyo, que mede forças com Trevin Giles na luta que fecha o card preliminar.

Contratado via Contender Series após vencer dois combates seguidos no programa, Arroyo fez sua estreia na organização no último mês de novembro, quando foi superado pelo compatriota André Muniz. Em busca de reabilitação, ele terá pela frente um oponente que também vai atrás de redenção: Giles chega para o embate amargando derrotas seguidas por finalização para Zak Cummings e Gerald Meerschaert.

O UFC 247 terá transmissão ao vivo e exclusiva do Canal Combate neste sábado, com o início do card preliminar previsto para as 20h30 (horário de Brasília).

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube