Pular para o conteúdo principal
Resultados

UFC 255: Todos os Resultados

Acompanhe em tempo real um resumo de todas as lutas desse sábado (21)

O Octógono volta a ser montado neste sábado (21) no UFC Apex, em Las Vegas, para receber os duelos do UFC 255. Na luta principal do evento, os pesos-moscas Deiveson Figueiredo e Alex Perez ficarão frente a frente em um duelo valendo o cinturão da categoria. O título peso-mosca feminino também está em jogo, onde a campeã Valentina Shevchenko encara a brasileira Jennifer Maia. O card ainda terá os brasileiro Maurício Shogun e Ariane Lipski. Confira abaixo um resumo de todas as lutas:

Deiveson finaliza Perez e fica com o título

Deiveson Figueiredo deu mais um show no Octógono. O brasileiro manteve o título dos moscas ao finalizar Alex Perez com uma guilhotina na luta principal do evento. O brasileiro acertou ótimos chutes no rival, que buscou levar a luta para o solo várias vezes. Em uma delas, o campeão envolveu o pescoço do desafiante e conseguiu a finalização com menos de dois minutos de duelo, faturando assim sua primeira defesa de cinturão.

"Me chame de mestre dos magos. Prometi ao meu mestre que faria isso, disse que isso iria acontecer e isso era exatamente o que eu ia fazer. Então eu treinei para essa situação e foi o que aconteceu. Eu quero enfrentar o Brandon Moreno. Dana, faça com que aconteça. Essa é a luta que eu desejo."

Valentina mantém o cinturão contra Jennifer

Valentina Shevchenko ainda é a campeã peso-mosca do UFC. A lutadora teve um combate duro contra a brasileira Jennifer Maia, mas saiu vitoriosa ao final de cinco rounds. Valentina teve dificuldades com Jennifer especialmente no segundo round, com a brasileira conseguindo se manter por cima após uma queda, mas a campeã voltou a dominar a luta a partir do terceiro round e saiu com o braço levantado na decisão unânime do juízes.

"A vitória é algo que sempre traz felicidade. É uma sensação incrível, a melhor possível. Hoje foi uma satisfação dupla pelo fato da minha irmã ter vencido também, então será uma grande celebração. Estou pronta para enfrentar qualquer uma. Acho que a Jéssica Andrade e a Lauren Murphy devem se enfrentar, pois a Lauren lutou muito bem da última vez. Mas aí entra uma outra questão: será que eu quero esperar tanto? Não. Demorei para me recuperar de uma lesão, então não quero esperar mais."

Tim Means supera Mike Perry

Candidata a "Luta da Noite", Tim Mean e Mike Perry travaram uma guerra de 15 minutos, com vitória do "The Dirty Bird" na decisão unânime dos juízes. Os dois atletas trocaram golpes de forma franca e não recuaram em praticamente nenhum momento. Perry quase conseguiu uma finalização com um mata-leão no primeiro round, mas Means escapou e encontrou a distância na luta em pé para acertar jabs e os golpes mais significativos.

"A estratégia funcionou perfeitamente. Tive um ótimo corte de peso e cheguei para vencer. Não queria chegar na decisão, mas estou feliz de ter vencido. Meus treinadores se esforçaram muito por mim nessa luta e estou feliz em recompensá-los. Ele é muito forte e resistente. Não recua quando você bate nele, mesmo quando acerta em cheio. O cara é raçudo e reconheço isso."

Katlyn Chookagian derrota Calvillo

Na primeira luta feminina do card principal, Katlyn Chookagian usou sua envergadura para dominar Cynthia Calvillo e vencer na decisão unânime dos juízes. Chookagian trabalhou bem o boxe e evitou as aproximações da rival, mantendo a luta a uma distância confortável e impondo seu jogo durante os três rounds.

"Foi luta típica de 'Katlyn' para mim. Gosto de me movimentar, acertar jabs, chutar, pontuar e foi perfeito para mim. Definitivamente, mais fácil do que os meus sparrings na academia, então não posso reclamar. É uma situação interessante para mim agora, pois eu acho que sou a porteira da Valentia. Sinto que alguém tem que me vencer para enfrentá-la. Fico feliz pela Cynthia ter me enfrentado sabendo que podia não lutar pelo título."

Paul Craig nocauteia Shogun

A revanche entre Maurício Shogun e Paul Craig teve, enfim, um vencedor. O escocês mostrou maior agressividade e misturou bons golpes na luta em pé com quedas para conseguir o nocaute técnico após um forte ground and pound. Craig conseguiu pegar a costas de Shogun e castigou o brasileiro com golpes até o árbitro central encerrar a luta.

"Achei que minha apresentação foi muito, muito boa. Mostrei minha habilidade na luta em pé, meu wrestling que posso ser perigoso para pegar diversas posições e conseguir uma vitória contra uma lenda, como o Shogun. Ele está mais velho, mas ainda é aquele cara que crescemos assistindo. Demorou quatro ano pra chegar ao top 15. Meu próximo objetivo é o título antes do final de 2021."

Brandon Moreno supera Royval

No duelo de xarás, Brandon Moreno superou Brandon Royval por nocaute técnico ao fim do primeiro round. Os dois atletas fizeram uma luta movimentada e Moreno quase conseguiu uma finalização com um mata-leão, mas Royval escapou. O combate só foi decidido depois do norte-americano deslocar o ombro e o mexicano aproveitar o momento para nocautear no ground and pound.

"Eu estava nervoso nessa luta, pois o Brandon Royval veio sem nada a perder. Coloquei tudo o que conquistei em jogo nessa noite. Meu ranking, meu treino, minha experiência. Estava nervoso, então fico feliz de vencer. Hoje a noite é minha e sei que sou o próximo a lutar pelo cinturão."

Joaquin Buckley nocauteia Jordan Wright

Ele conseguiu novamente! Joaquin Buckley mostrou a força de seus golpes e conseguiu um nocaute espetacular contra Jordan Wright no segundo round. O lutador já quase havia dado números finais ao duelo no fim do primeiro assalto, mas foi no começo do segundo round que ele conseguiu conectar uma sequência incrível de golpes para finalizar o duelo.

"Me sinto abençoado. Agradeço por ter conseguido o nocaute. Fui paciente e aguardei a oportunidade. Assim que vi a oportunidade, fui pra cima, mas o árbitro o salvou no final do primeiro round. No segundo, eu não iria dar esse mole. Tudo se resume a agredir o adversário de forma controlada e quero voltar a lutar em 23 de janeiro."

Antonina nocauteia Lipski

Primeira das irmãs Shevchenko a subir no Octógono, Antonina mostrou uma grande evolução no grappling e venceu a brasileira Ariane Lipski por nocaute técnico no segundo round. A lutadora mostrou suas armas no começo com um muay thai afiado e, quando a luta foi ao solo, Antonina conseguiu travar o combate e utilizar o ground and pound até a interrupção do árbitro central.

"Me sinto ótima. Eu precisava dessa vitória. Treinei o tempo todo pensando apenas nisso. Hoje estou lutando junto com a minha irmã nesse card e ambas precisamos vencer. Depois de perder, você tem dúvidas. Eu tive várias e tinha que provar a mim mesma que melhorei e iria vencer. Tenho uma lista enorme de lutadoras que quero enfrentar, mas primeiro vou comemorar."

Dalby vence na decisão dos juízes

Nicolas Dalby teve mais uma grande apresentação no Octógono. O dinamarquês conseguiu impedir o ímpeto de Daniel Rodriguez e venceu o prodígio na decisão unânime dos juízes. Dalby usou sua base de karatê e a defesa de quedas para conseguir impor o ritmo no combate e acertar mais o rival, saindo vitorioso depois de 15 minutos movimentados.

"A luta ocorreu como eu esperava. Daniel é um cara que vai pra cima e isso combina com o meu estilo. Queria uma interrupção, mas amei como me senti no Octógono. Eu definitivamente acho que tenho as ferramentas para ser competitivo no top 15, até no top 10."

Jouban vence Gooden em guerra de três rounds

Foi um lutão! Alan Jouban e Jared Gooden travaram um duelo animado durante 15 minutos, que terminou com a vitória do veterano na decisão dos juízes. Os dois lutadores foram com tudo pra cima e trocaram golpes de forma franca, com Jouban tendo vantagem na velocidade, enquanto Gooden acertava os golpes mais fortes. Jouba ainda quase conseguiu dar números finais ao duelo com uma guilhotina no final do terceiro round, mas a buzina soou antes de Gooden bater.

Daukaus domina Stoltzfus

Na segunda luta da noite, Kyle Daukaus dominou Dustin Stoltzfus e venceu na decisão unânime dos juízes. O peso-médio acertou os melhores golpes e foi mais ativo do que seu adversário no solo para sair com o braço levantado após 15 minutos de combate.

"Uma vitória é uma vitória. Não estou impressionado com minha peformance, mas conquistei a vitória e é o que importa. Estou bem para lutar no começo do ano que vem. Só quero ficar saudável e sempre buscar melhorias. Não quero uma luta sem preparação. Preciso de, pelo menos, oito semanas de treinamento."

Palatnikov nocauteia em sua estreia

O card do UFC 255 começou com tudo! Sasha Palatnikov nocauteou Louis Cosce na luta de abertura do card. Os dois atletas tiveram ótimos momentos no duelo e quase nocautearam diversas vezes, mas Palatnikov mostrou maior resistência e vigor para conseguir o feito no terceiro round em sua estreia no Octógono.

"É difícil descrever o que sinto agora, mas é uma mistura de estar feliz por estar aqui e mais feliz ainda pelo resultado. Espero que todos tenham gostado. Sei que posso desafiar qualquer um no UFC se me derem a oportunidade. Treino em uma das melhores academias de MMA e quero seguir com a boa fase."

Confira todos os resultados do UFC 255
Card Principal

Deiveson Figueiredo venceu Alex Perez por finalização (guilhotina) aos 1m57s do primeiro round;
Valentina Shevchenko venceu Jennifer Maia por decisão unanime (triplo 49-46);
Tim Means venceu Mike Perry por decisão unânime (29-28, 30-27 e 29-28);
Katlyn Chookagian venceu Cynthia Calvillo por decisão unânime (triplo 30-27);
Paul Craig venceu Mauricio Shogun por nocaute técnico aos 3m36s do segundo round;

Card Preliminar

Brandon Moreno venceu Brandon Royval por nocaute técnico aos 4m59s do primeiro round;
Joaquin Buckley venceu Jordan Wright por nocaute aos 18s do segundo round;
Antonina Shevchenko venceu Ariane Lipski por nocaute técnico aos 4m33s do segundo round;
Nicolas Dalby venceu Daniel Rodriguez por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28);
Alan Jouban venceu Jared Gooden por decisão unânime (triplo 30-27);
Kyle Daukaus venceu Dustin Stoltzfus por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26);
Sasha Palatnikov venceu Louis Cosce por nocaute técnico aos 2m47s do terceiro round.

Assine o Combate | Siga o UFC Brasil no Youtube